.

RCC - Missa de cura e libertação


A dita Missa de cura e libertação é proíbida pela Igreja. Bastam ler a INSTRUÇÃO SOBRE AS ORAÇÕES PARA ALCANÇAR DE DEUS A CURA (http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20001123_istruzione_po.html).

Esse documento é solenemente ignorado pela RCC...

Alguns pontos das
Disposições disciplinares que constam no referido documento:
 
Art. 5 - § 3. É necessário, além disso, que na sua execução não se chegue, sobretudo por parte de quem as orienta, a formas parecidas com o histerismo, a artificialidade, a teatralidade ou o sensacionalismo.

Art. 7 - § 1. Mantendo-se em vigor quanto acima disposto no art. 3 e salvas as funções para os doentes previstas nos livros litúrgicos, não devem inserir-se orações de cura, litúrgicas ou não litúrgicas, na celebração da Santíssima Eucaristia, dos Sacramentos e da Liturgia das Horas.

Art. 8 - § 3. É absolutamente proibido inserir tais orações [de exorcismo] na celebração da Santa Missa, dos Sacramentos e da Liturgia das Horas.

O fato da RCC ser aprovada como movimento não significa que se autorize esculhambar com a liturgia.

Esse tipo de celebração nunca deveria ter sido inventada. Os modernistas inventaram essa cura e libertação para destruir a Santa Liturgia. O problema aqui não é pertença a RCC ou não, mas o conivência com os abusos, como se o Espírito Santo as aceitasse. 

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

Como enriquecer a Igreja doméstica


Com rotinas apertadas e um mundo avesso e diversas vezes hostil às práticas de oração, nós como católicos acabamos restringido nossa fé ao participar da missa no domingo. Entretanto, a Igreja nos diz que “o lar é, assim, a primeira escola de vida cristã e ‘uma escola de enriquecimento humano’. É aqui que se aprende a tenacidade e a alegria no trabalho, o amor fraterno, o perdão generoso e sempre renovado, e, sobretudo, o culto divino, pela oração e pelo oferecimento da própria vida” (§1657, CIC). É aqui onde entra o conceito de Igreja doméstica – Ecclesia domestica

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

Fizeram um trabalho de macumba pra mim, e agora?


O pior caminho é recorrer a centros ou terreiros para desfazer o trabalho. Primeiro porque demonstra pouca fé em Nosso Senhor, e segundo, porque corre o grande risco de tornar-se escravizado por tais coisas.

A solução é andar na graça de Deus: confissão e comunhão frequente, ojeriza radical contra o pecado e vivência diária das três virtudes cardeais: fé, esperança e Caridade. Santa Teresinha dizia que uma alma em estado de graça é temida pelo demônio como ao próprio Deus.

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino