.

Fizeram um trabalho de macumba pra mim, e agora?


O pior caminho é recorrer a centros ou terreiros para desfazer o trabalho. Primeiro porque demonstra pouca fé em Nosso Senhor, e segundo, porque corre o grande risco de tornar-se escravizado por tais coisas.

A solução é andar na graça de Deus: confissão e comunhão frequente, ojeriza radical contra o pecado e vivência diária das três virtudes cardeais: fé, esperança e Caridade. Santa Teresinha dizia que uma alma em estado de graça é temida pelo demônio como ao próprio Deus.

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

Sugestão para o Novo Código Penal: redução de maioridade



A maioridade penal pode ser objeto de reforma constitucional, sim, e o dispositivo que a fixa aos 18 anos não é cláusula pétrea e jamais foi.

Cláusula pétrea, relembremos, tem a ver com são questões muito caras à sociedade e à organização do Estado, e que por isso foram colocadas a salvo de eventuais propostas de alteração, a exemplo do segredo de voto, separação de poderes, garantias individuais e outros.

As cláusulas pétreas, que conceitualmente são aquelas normas consideradas pela sociedade como mais preciosas, superiores, de maior valor do que as demais que também estão na constituição e que por isso não podem ser alteradas nem mesmo por emenda constitucional, mas apenas por meio da convocação de uma nova assembléia constituinte.

Esse conceito é importante, pois demonstra que as cláusulas pétreas retratarm o pensamento da sociedade e obviamente a legislação não pode querer dominar o povo que a elaborou, uma vez que é produto desse povo. Logo, as cláusulas pétreas não podem ser aumentadas ao sabor do intérprete, pois isso apenas atenderia aos interesses de grupos e tornaria super rígida a Carta Magna, paralisando a atualização e o aperfeiçoamento das normas constitucionais.

Espertamente, diante da pressão da sociedade para a redução da maioridade penal, alguns grupos encomendaram estudos (pagos) que defendiam que a redução da idade de responsabilização penal não poderia ser mexida, daí surgindo o mito de que ela seria cláusula pétrea, que muitos começaram ingenuamente a repetir.

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

Sobre o atual rito de benção da água


A água abençoada com o novo rito é realmente água benta?

De um leitor:

Ouvi dizer que a água abençoada com a utilização do novo rito não é, de fato, água benta, uma vez que o novo rito não inclui as orações de exorcismo; em outras palavras, de acordo com a pessoa que me contou, tal água é meramente uma “água abençoada”* (estranho, pois pensava que qualquer abençoada, por definição, era santa).  Se estivesse no meu lugar, o que responderia a tais questionamentos? Obrigado, desde já, e Deus o abençoe.

Achou interessante o parágrafo? Clique aqui e continue lendo

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino