.

CURSO DE CATEQUESIS: TEMA 10: CREIO EM JESUS CRISTO, SEU ÚNICO FILHO, NOSSO SENHOR

INTRODUÇÃO:

Os jornais contam que alguém - mulheres, homens e também crianças- expôs heroicamente sua vida para salvar a outros, sofrendo perigos, inclusive a morte, para ajudar seus semelhantes. Podem ser chamados "salvadores"; e os que por eles foram salvos recordam com agradecimento àqueles que lhes ajudaram em momentos difíceis. No tema anterior, dizíamos que Deus teve piedade dos homens e lhes prometeu um Redentor para salvar a humanidade do pecado e de suas graves conseqüências. Para salvar-nos, Deus enviou seu Filho, que é Jesus Cristo.

Os Evangelhos contam o que Jesus fez e ensinou, mostrando que é verdadeiro homem: nasce de uma mulher - a Virgem Maria -, tem corpo como o nosso, fala, chora, tem fome, sofre... Também proclamam os Evangelhos sua divindade: faz milagres, perdoa os pecados, diz de si mesmo que é o Filho de Deus e ressuscita por sua própria virtude. Como afirma a fé da Igreja, Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem.
Além de Salvador e Redentor, Jesus Cristo é o modelo para os homens, especialmente para os cristãos. É lógico que tenhamos especial interesse por conhecer quem é Jesus Cristo: sua vida na terra, sua paixão, morte, ressurreição e ascensão aos céus; sua doutrina. Cristo vive, e não só temos de conhecê-lo, mas, principalmente, amá-lo, cada dia um pouco mais. Nós o amaremos se tivermos trato com Ele. E como amar a Cristo? Através da oração e dos sacramentos.

IDÉIAS PRINCIPAIS:

1. Deus não abandonou os homens, apesar do pecado

Apesar do pecado, Deus continuou a amar os primeiros pais e a seus descendentes, e quis restaurar o que o pecado tinha destruído. E prometeu que salvaria aos homens de seu pecado, recuperando o dom da graça: voltariam a ser filhos de Deus e herdeiros do céu, ainda que sem recuperar os dons pretenaturais, quer dizer, os privilégios que o Senhor ajuntou à natureza humana: imortalidade do corpo, imunidade de enfermidades etc..

2. Ao longo da história, Deus recorda a promessa que fez a Adão e Eva

Para que os homens não se esquecessem de que iria enviar ao mundo um Salvador, Deus lhes recorda com freqüência esta promessa por meio de Abraão, Moisés, Davi... São os profetas, sobretudo, os que falam do Messias, do Salvador que haveria de chegar: Isaías (7,14) proclama que nascerá de uma "virgem"; Miquéias (5,2) assinala inclusive onde vai nascer: em "Belém".

3. O Salvador ou Messias é Jesus Cristo

Para salvar o mundo de seus pecados, Deus não manda um anjo: envia seu próprio Filho. Por isto diz o Senhor: "Deus amou tanto o mundo que enviou seu Filho Unigênito" (cf. Jo 3,16). O Salvador é Jesus Cristo, o Filho de Deus, nascido das entranhas puríssimas da Virgem Maria. Por isto o Senhor se chama Jesus, que quer dizer "Salvador". O arcanjo São Gabriel assim o disse a São José: A Virgem "dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque salvará seu povo de seus pecados" (cf. Mt 1,21).

4. Jesus Cristo é verdadeiro Deus

Nós sabemos que Jesus Cristo é Deus porque Ele assim nos disse e porque o demonstrou com suas obras. Disse-nos: "Eu e o Pai somos uma mesma coisa (cf. Jo 10,30); quem vê a mim, vê o Pai (cf. Jo 14,9); ninguém conhece ao Pai senão o Filho" (cf. Mt 11,27). Jesus Cristo faz coisas que só Deus pode fazer. Cura os mudos, os cegos, os leprosos...; ressuscita seu amigo Lázaro, o filho da viúva de Naim...., perdoa os pecados do paralítico, os de Madalena, os da mulher adúltera...; e tudo isto o faz por sua própria virtude e poder, porque é Deus.

5. A ressurreição de Cristo, a maior prova de que é Deus

Jesus Cristo morreu verdadeiramente e ressuscitou também de verdade. Apareceu repetidas vezes a seus discípulos, e estes assim o testemunharam. Seus inimigos queriam ocultar esta prova de sua divindade (cf. Mt 28,11-15). A ressurreição de Cristo é a maior prova de que Ele é Deus, pois ressuscitou por sua própria virtude.

6. Jesus Cristo é verdadeiro homem

Jesus Cristo é igual a nós, menos no pecado e no erro. Ele não teve nenhum pecado, nem se enganou jamais. Teve uma mãe como a temos nós; trabalhou com suas mãos, ajudando São José; teve fome e sede, comia e bebia; cansava-se depois de fazer um esforço; teve amigos e chorou quando morreu seu amigo Lázaro; alegrava-se com seus discípulos, com as crianças.... Jesus Cristo não é somente perfeito Deus, mas também é perfeito homem.

7. Jesus Cristo vive e é nosso modelo

Jesus Cristo venceu a morte, ressuscitou e subiu aos céus. Como Deus, está em todas as partes e a tudo vê e ouve. Jesus Cristo está no céu e na Eucaristia. Podemos falar com Ele de nossas coisas e de suas coisas. Ele nos escuta e nos fala, não com palavras, mas em nosso coração. Temos que aprender de Jesus, porque com sua vida, com suas obras e suas palavras, nos ensinou o que temos de fazer para salvar-nos e como o temos de fazer. Ele mesmo disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida" (cf. Jo 14,6).

8. É preciso conhecer e tratar a Jesus

Os amigos saem juntos, conhecem onde vive cada um, como pensam, qual é sua vida, falam de suas coisas. Com Jesus, acontece o mesmo. Se quisermos ter trato de intimidade com Ele, o encontraremos no EVANGELHO, na ORAÇÃO e no SACRÁRIO.

  • O EVANGELHO. Quando lemos o Evangelho, conhecemos mais a Jesus: como é, como quer seus amigos, o que espera deles. Por isto, devemos ler todos os dias o Evangelho, mesmo que seja por uns poucos minutos.
  • A ORAÇÃO. Podemos fazer um momento de oração na Igreja ou em nossa casa, em um lugar onde estejamos tranqüilos e em silêncio, para falar com o Senhor do que nos preocupa, pedindo-lhe o que necessitamos ou desejamos e dando-lhe graças por tudo.
  • A VISITA AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO, PRESENTE NO SACRÁRIO. Mesmo que Jesus esteja em todas as partes, porque é Deus, está de uma maneira especial presente no sacrário. É muito bom que todos os dias o visitemos, ainda que brevemente, para cumprimentá-lo, falar com Ele, escutar o que nos diz no fundo de nossa alma. Também temos de cumprimentá-lo com nosso coração, quando vemos alguma igreja, pensando que Ele está lá, no Sacrário.

9. Propósitos de vida cristã

  • Ler, todos os dias, um trecho do Santo Evangelho, durante uns minutos, para conhecer melhor a vida e a doutrina de Jesus
  • Fazer diariamente uma breve visita ao Santíssimo Sacramento.
  • Sempre que entrar na Igreja, dirigir-se, em primeiro lugar, ao sacrário, para cumprimentar Jesus.

Autor: Jayme Pujoll e Jesus Sanches Biela
Fonte: Livro "Curso de Catequesis" do Editorial Palavra, España
Tradução: Pe. Antônio Carlos Rossi Keller

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino