.

CURSO DE CATEQUESIS: TEMA 47: 3º MANDAMENTO: SANTIFICARÁS AS FESTAS

INTRODUÇÃO:
No livro do Êxodo podemos ler estas palavras que Deus disse a Moisés e a seu povo: "Seis dias trabalharás e farás todas as tuas obras, mas o dia sétimo é dia de descanso para o Senhor, teu Deus. Nenhum trabalho servil farás neste dia, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu criado, nem tua criada, nem teus animais de carga, nem o estrangeiro que habita dentro das tuas portas. Pois em seis dias o Senhor fez o céu e a terra, o mar e tudo quanto contém e no sétimo descansou" (Ex 20,9-11). É vontade de Deus, portanto, que dediquemos a Ele um dia da semana, de forma especial. É importante entender o verdadeiro sentido do domingo, que é o de santificá-lo e de santificar-nos, não o de divertir-nos somente, e muito menos o de pecar.
IDÉIAS PRINCIPAIS:
1. O domingo, dia do Senhor
Deus manda que lhe dediquemos um dia da semana de modo especial: um dia para Ele e para podermos descansar. Os israelitas celebravam o sábado, conforme Moisés tinha-lhes ordenado no Sinai; mas os Apóstolos marcaram o domingo que é o dia no qual Jesus Cristo ressuscitou. Também no domingo, o Espírito Santo veio sobre os Apóstolos na festa de Pentecostes. Domingo significa dia do Senhor, e assim é chamado por comemorar a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
2. As festas de preceito
Além do sábado, os israelitas celebravam outras festas ao largo do ano; a mais solene era a Páscoa. Nós cristãos celebramos também festas nas quais comemoramos os principais mistérios da vida de Jesus: Natal, Epifania, Apresentação no templo, Corpus Christi...; da Santíssima Virgem: Maternidade divina, Imaculada Conceição, Assunção, Visitação...; e dos santos: são José, são Pedro,... A Igreja determina quais festas são de preceito, quer dizer, aquelas que devemos santificar como se fossem domingo. Na liturgia católica a festa mais solene é a Páscoa, ou dia da ressurreição de Cristo, que se repete a cada domingo.
(Para um aprofundamento leia o seguinte artigo: "Quais os Dias que os Fiéis Devem Santificar?")
3. A participação na Missa
Ainda que todos os dias devam ser vividos santamente, Deus quis que o adorássemos e déssemos culto de maneira especial aos domingos e festas de guarda. E como santificar o domingo e as festas de guarda? Principalmente participando da Santa Missa. A Missa é o ato maior de adoração e culto que podemos oferecer a Deus na terra. Assim como os primeiros cristãos, nós nos reunimos ao redor do altar e do sacerdote - que representa Jesus Cristo - para celebrar o santo sacrifício da Missa.
4. A obrigação de participar da Missa aos domingos e dias de preceito
Para nos ajudar a cumprir o terceiro mandamento da lei de Deus, a Igreja nos impõe a obrigação de participar da Missa inteira todos os domingos e festas de guarda. Este mandamento obriga ao cristão que já tenha cumprido 7 anos de idade e tem o uso da razão. Quem não participa da Missa comete pecado mortal, a não ser que tenha sido dispensado, como é o caso de um enfermo ou de quem cuida de um enfermo, ou se é necessário percorrer uma distância muito longa, etc; quer dizer, sempre que exista uma causa justa e grave. No caso de dúvidas, é necessário perguntar ao sacerdote. A Igreja pode impor-nos esta obrigação porque tem autoridade para ditar leis, e não pretende outra coisa senão a de ajudar-nos a cumprir realmente a vontade de Deus. Desta forma, concretiza-nos o conteúdo do terceiro mandamento da lei de Deus.
5. Como participar da Missa
O preceito obriga a participar da Missa inteira no domingo ou dia de festa de guarda - ou véspera - segundo a celebração com piedade e atenção. Por isso, é necessário chegar com pontualidade, escutar com atenção as leituras e a homilia, estando recolhidos e atentos na Missa.
6. O descanso festivo
A vida humana segue um ritmo de trabalho e descanso. A instituição do domingo contribui para que todos desfrutem do tempo de descanso suficiente, que lhes permita cultivar sua vida familiar, cultural, social e religiosa. Nos domingos e festas de preceito, os cristãos devem abster-se de trabalhos e de atividades que lhes impeçam de dar culto a Deus, para gozar da alegria própria do dia do Senhor e para desfrutar do devido descanso da mente e do corpo. Podemos descansar com diversões sãs, que não ofendam a Deus, com uma vida familiar mais intensa, praticando esportes ou passeios, etc. Nunca podemos ofender a Deus, muito menos no domingo ou dia de guarda.
7. Propósitos de vida cristã
  • Fazer o firme propósito de cumprir sempre o preceito de participar da Missa nos domingos e festas de guarda.
  • Durante estes dias, ocupar-se dos que nos rodeiam, ao mesmo tempo que se descansa com diversões alegres e sadias.
Autor: Jayme Pujoll e Jesus Sanches Biela
Fonte: Livro "Curso de Catequesis" do Editorial Palavra, España
Tradução: Pe. Antônio Carlos Rossi Keller

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino