.

Curiosidades sobre a Quaresma IV

É tempo de jejum ou baquete de bacalhau?

No início do século VIII o jejum quaresmal consistia em comer apenas uma refeição por dia e baster-se de toda alimentação na Sexta e Sábado Santos. O costume de baster-se de carne tinha grende signficado no passado, polis era um alimento caro e desejado.
O comportamento vegetariano evocava uma humanidade de antes do dilúvio, quando os humanos comiam somente frutas e grãos. No Brasil, ficar um dia sem comer carne é pouco signifcativo. Muita gente come carne regularmente, várias vezes por semana.
Dá para parar um dia.
Até a Sexta-feira Santa, antes um momento de despojamento e de abstinência de carne, tornou-se um dia de opulência gastronômica, de muita comilança de peixes, principalmente de bacalhau, uma proteína bastante cara e objeto de pratos suculentos e sofisticados. Tudo muito distante do espírito inicial da Quaresma.
(Extraído do livro Guia de Curiosidades Católicas)

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino