.

O "Estado de necessidade lefebvrista" é usado contra Dom Galarreta

Quem quiser aprender o que é o Estado de necessidade lefebvrista, veja AQUI

O que achei interessante, é que o famoso e tão justificado estado de necessidade = desobediência já saiu do controle dentro do meio lefebrvista a ponto de leigo desobedecer padres ao seu critério, padres desobedecendo seus 4 bispos ou leigos junto com padres desobederecem seus bispos ou leigos desodebecendo diretamente seus bispos tudo por conta da divergência sobre alguns aspectos teológicos, pois afinal o objetivo final é ser fiel à Doutrina Católica, e cabe ao adepto julgar por si mesmo se o que foi recebido tem -eco- com a Tradição e via de regra [deles mesmos] ser descartado numa possível -heresia-.

Isso era para ser aplicado somente para o Magistério Petrino "conciliar", mas tal prática tem vigorado cada vez mais dentro dos muros da FSSPX contra seus superiores, o que gera uma cadeia anárquica [na prática] em seu seio.

Sobre essa falsa doutrina do fiel poder analizar por si só o Magistério e o recusar numa eventual 'ambiguidade' ou 'heresia', você pode ver a refutação AQUI.

Mas vendo a postura dos adeptos via redes sociais, as ofensas e as críticas ao próprio D Galarreta [ pela sua homilia que tem deixado mais claro do que água cristalina que ele quer se submeter à Roma e se filiar canônicamente] tem me deixado assustado, pois a ideologia sectária está tão impregnada nas mentes que é certo de uma ruptura interna haver caso o seu superior decida-se pela regularização.

Quanto a isso, não há problemas, pois quem se recusar a entrar em comunhão plena com "Roma Modernista" junto com a "FSSPX modernista" o grupinho sede-vacante Coetus de Volta Redonda estará esperando os revoltados de braços abertos.

O mais interessante é ver leigos lefebvristas fazendo uma espécia de 'hermenêutica da resistência' e colocando em suas páginas a -real intenção- do pobre Galarreta com aquele lenga lenga tradicional de que a regulaziração não se dará rapidamente pois o 'problema de doutrina' ainda não foi resolvido.

Uma questão: esses leigos são do departamento de comunicação da FSSPX? Alguma vez já poderiam pensar que o supremo do episcopado lefebvrista pode ter uma visão diferente do que a deles? E vai prevalecer a dos leigos por qual motivo? Um site de notícias já desmentiu D Fellay alegando que a fonte de postagem do site é séria e confirma a história do dito Ordinariato, que o bispo alegou EM NOTA não ser verdade.

Algo interessante que os leigos lefebrvistas não colocam em suas páginas é a advertência do mesmo Fellay em uma de suas cartas aos amigos e benfeitores que não é para ninguém, nem seus fiéis diretos nem aos das comunidades amiguinhas se pronunciarem em seu nome ou bancarem o porta-voz da FSSPX. Mas o Estado de necessidade os obrigam a descumprir essa ordem.

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino