.

O mundo fantástico do sedevacantismo: Viajando na esquizofrenia.


Nem é preciso ver os enlatados americanos para se distraír e dar boas risadas. A vida real fornece e com ótima qualidade. Mais uma vez os ativistas da Sé Vacante demonstram que são pessoas com distúrbios psicológicos e emocionais nos seus enrolados argumentos (?) para dar crédito à doutrina da vacância e outras práticas decorrentes desta.

Não tem fato pior na vida de um ativista do que a perda de um membro ou de um futuro esperado membro.

Como ocorre isto?

O sedevacantista, com sede de espalhar seus argumentos irrefutáveis sobre a vacância principalmente pela bula Cum ex apostolatus officio que diga-se de passagem foi REVOGADA pela Igreja, ao atravessar a rua encontra com duas pessoas, um judeu e um católico.

O judeu corre ao encontro do sedevacantista e lhe pede que lhe fale de Cristo.

O católico em seguida lhe diz que tem dúvida sobre a Sé estar vacante e pede esclarecimento.

O sedevacantista se encontra em um dilema, qual dos dois irá prestar ajuda? Ele começa a suar frio, o batimento cardíaco acelera, suas pernas começam a tremer e ele respira de modo ofegante. Até que não suporta mais aquela situação e vai ao encontro do católico para cumprir com a missão que foi confiada pelo Tchuc: fazer novos sedevacantistas.

Sim, não é de interesse do ativista pregar o Evangelho muito menos conservar a nação, família e sociedade na fé, não está no seu "DNA espiritual" vamos dizer assim. Ele é programado como boneco de corda para dar voltas em círculos e repetir constantemente: vacante, vacante, vacante, vacante, vacante...

Bem, havia uma esperança do grupo aumentar de 13 para 14 seguidores, de mais um "soldado" na tremenda batalha dos Macabeus modernos, pois cada ativista é um núcleo de
sedevacantinização na região em que se encontra. O Brasil tem 27 estados, e cada ativista seria responsável por um estado brasileiro para livrar das heresias da "Igreja Conciliar" . Por isso é muito importante que se mantenha unidos e firmes nesse propósito, não deixando escapar ninguém.

Mas a esperança é aniquilada, pois o suposto 14º membro deixa a ideologia e opta em estar na verdadeira guerra ao lado de Bento XVI.

No código linguístico dos ativistas, esse tão amado e esperado membro cometeu o pior dos crimes que uma pessoa iluminada com os ideais de Tchuc poderia cometer: A grande apostasia.

Na tentativa de tirar esse ser perdido da "Roma modernista", o ativista o implora com o mais dramalhão mexicano dos apelos:

" Fulano, Fulano, Fulano [
O sujeito que não quis prosseguir com o ativismo ]...você me faz chorar de tristeza! [ O ativista não se entristece com uma vida perdida no homossexualismo, drogas ilíticas, falsa religião etc, o motivo profundo da tristeza dele é com a perda de um membro da seita ]Como pôde chegar a um nível tão tacanho no tocante a coisas relacionadas a fé católica? [ fé católica não, ativismo sedevacante ]Como pôde embainhar a espada e deixar de lutar desta maneira? O que aconteceu com você, meu caro? Ainda é a mesma pessoa? Onde acha que chegará com este espírito “conciliador” mil vezes condenado pela Igreja Católica? [ O Espírito do Concílio, como já ensinou Bento XVI ]

Fulano, pelo amor de Deus, eu lhe imploro: volte a verdadeira doutrina, volte a verdadeira prática, volte ao verdadeiro espírito católico, sem o qual é impossível agradar a Deus! [
kkkkk exatamente como dito aqui ]

A Santa Igreja condenou as práticas carismáticas especialmente na encíclica Pascendi, de modo que a rcc é um câncer que precisa ser combatido. [
A prática protestantizada sim, o movimento não, assim como se deve combater a TL na OFM sem querer combater a Ordem, são duas ações distintas ] E se combate com oração principalmente, mas complementarmente com argumentos, com a palavra verdadeira que corta mais que aço de navalha! [ Padre Paulo Ricardo já tem feito esse trabalho queira o orgulho ferido do ativista aceite ou não]

O que aconteceu com você, prezado? Hipnotizaram-te? Esqueceu você de tudo o que sabia do dia para a noite?

Você diz apoiar “somente” os “pontos positivos da RCC, não o que nela há de errado”. Mas tal atitude é mais falsa do que nota de vinte e cinco. Ora, então eu também apoio o protestantismo somente em seus pontos positivos, não o que nele há de errado. Está certo isso? E eu também apóio somente os pontos positivos do budismo, e do espiritismo, e do islamismo... [
A recíproca é verdadeira, os sedevacantistas defendem os pontos positivos do conclavismo (no que tange à apostasia de Roma) exceto o que nele há de errado, como por exemplo, a eleição de um anti-Papa, o sedevacantista até comunga das mãos de um Anti-Papa ( Veja por exemplo na igreja palmariana, cheias de sedevacantistas correndo atrás de padres válidos para receberem os sacramentos ) por ser um padre ordenado no Rito de São Pio V mas não reconhece nele o Sucessor de Pedro. *]

Ou seja, desta maneira não se luta contra os erros daqueles que destroem a Madre Igreja. Desta maneira não se combate o liberalismo, que certamente terá pontos positivos, pois o erro não existe de forma absoluta, mas antes é um bem corrompido, já ensina a mais elementar doutrina [
O ativista insiste em dizer que a doutrina da vacância é católica ]católica, a qual você conhece muito bem.

"Tudo o que existe tem pontos positivos, tem verdades em meio aos erros. Porém, o sistema herético ou errôneo deve ser combatido como um todo, deve ser totalmente desprezado.[
*] Sobre isso já ensinava o papa Leão XIII na Satis Cognitum:

Nada poderia ser mais perigoso que estes hereges que, conservando em tudo o mais a integridade da doutrina, por uma só palavra, como por uma só gota de veneno, corrompem a pureza e a simplicidade da Fé que nós recebemos da Tradição de Nosso Senhor e, depois, dos Apóstolos". [
O que não se aplica ao II Concílio Vaticano, cuja leitura deve ser feita pela Tradição como o Concílio pede no seu texto de abertura ]

(...) [
abobrinhas respondidas pelo * ]

Um dia veremos a Igreja livre dos erros do [
Espírito do ] Concílio Vaticano II e dos delírios da Renovação Carismática Pseudo-Católica.

Então adeus “blablablá”, adeus desmaios absurdos, adeus palmas e danças
diante do Santo Sacrifício... [ Quero deixar em destaque essa palavra que é uma prova fantástica de como esses malucos são contraditórios, afinal, não são eles que chamam o Novus Ordo de culto luterano, inválido, obra do malígno? Como poderia esse rito com todos esses adjetivos dados pelos sedevacantistas ser o Santo Sacrifício? Nem adianta vir com o argumento que a Missa nova é válida celebrada por "padres validamente ordenados" pois a tese principal dos ativistas é que o rito em si é inválido na sua forma. Tese refutada aqui ]

E também: adeus Missa nova [
mediante a Reforma da Reforma, colocando os elementos do rito tradicional no novo, veja aqui ], adeus ecumenismo, [relativismo] adeus modernismo [ com a geração ratzingeriana de novos seminaristas e padres queriam os ativistas reconhecer ou não, pois eles é que terão as paróquias, mitras e a Conferência Episcopal no futuro, enquanto os ativistas... existirão até lá? ]...

A velha serpente será mais uma vez derrotada pela Celeste Vencedora de todas as heresias.

Porém, não nos iludamos:
somos nós o calcanhar da Virgem, [ kkkkkkkkkk ]com que Ela esmagará a cabeça do infernal sedutor.

De que lado você está?.

( Apelação desnorteada começa )

Hoje você vê com bons olhos os acertos, embora reconheça erros. Desta maneira deve agir assim até com Satanás, que confessa ser Cristo o filho unigênito de Deus. Critica o satanismo nos erros, e não nos acertos, porque até
mesmo no satanismo existem acertos.

Você mudou, e eu choro por isso. Choro do fundo da minha alma, porque é a sua alma que se perde. [
A salvação não está na Igreja, mas no grupelho ativista ]

Volte, Fulano, volte... tome glicose se preciso for, mas abandone definitivamente esta embriaguez espiritual. E glicose de católico é rezar o rosário de joelhos comungando verdadeiramente a Cristo na hóstia consagrada, e não farinha na missa nova. [
Esse mesmo jumento não citou a Missa Nova como Santo Sacrifício acima? ]

Volte, volte, volte...

( As asneiras ditas nesse intervalo tratarei em artigo a parte )

Fulano, este ensinamento vale ouro e como se aplica a nós atualmente: não queremos afastar as chaves de ninguém. [
Imagine, apenas querem que as pessoas definham espiritualmente sem Missa nem sacramentos, eles mesmo não citam que ninguém em seu juízo perfeito aguenta isso, vide o F. de Volta Redonda que migrou para o protestantismo e agora numa seita que mistura doutrinas protestantes com judaicas ] Mas se ensinar outro evangelho, "anatema sit"! [ Comovente, até saiu uma lagriminha aqui. ] "

É patético o esforço feito para trazer de volta o
filho pródigo mas duvido se esse desgraçado subiria um morro na favela para levar a fé católica ou iria nas madrugadas evangelizar bandidos e prostitutas.

Claro que não, afinal para qual Igreja ele os levaria? Havia uma Igreja visível para esse gente? Ou ensinaria que está tudo perdido e devemos aguardar chegar ao fim fazendo ativismo sedevacante numa aba de navegação enquanto na outra vê o resultado do jogo.

O que me consola é que com a morte desses 12/13 ativistas, já que o grupelho não cresce mesmo, sedevacantismo, chirrion!

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino