.

Folder gay ridiculariza Catedral de Maringá


Isso aí nem de longe é liberdade de expressão. Isso é desrespeito claro e aberto à nossa fé.

Estão se sentindo bem a vontade para acabar conosco em zombarias, isso porque ainda não houve uma oposição cerrada por parte de muitos de nós e da Igreja.

Tenho nojo disso tudo. E para completar, temos ainda pseudo-católicos que aparentemente estão em seus respectivos armários e defendem de forma explícita a causa gay. Alguns Chalitas, alguns Mellos, alguns Barros.

.
Jesus não pregou um evangelho esquerdista para Pôncio Pilatos. Ele falou a verdade para um governante. Ele deu para Pôncio Pilatos uma mensagem profunda, que também serve para você e para mim: Meu reino não é deste mundo.
.
Não estou dizendo que o Evangelho cristão não tem uma dimensão social e compassiva. Claro que tem! Jesus tinha grande compaixão pelos pobres.

Em Romanos 13, Paulo nos diz que pagamos nossos impostos e sustentamos o governo de modo que tenhamos uma sociedade justa e ordeira em que cidadãos obedientes às leis sejam protegidos dos criminosos. Mas a responsabilidade de mostrar misericórdia e compaixão pertence à Igreja - não ao governo.

Essa tentativa dos esquerdinhas de colocar JESUS sob sua ideologia, até seria convincente se não fosse totalmente bizarra e deplorável.

Para despistar o objetivo da esquerda, seus militantes dizem que o comunismo/socialismo é neutro não tendo traços com as drogas, desvalorização da sociedade e dos trabalhadores.

Comecemos vendo o decálogo de Lênin:

1– CORROMPA A JUVENTUDE E DÊ-LHE LIBERDADE SEXUAL

2– INFILTRE E DEPOIS CONTROLE TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

3– DIVIDA A POPULAÇÃO EM GRUPOS ANTAGÔNICOS, INCITANDO-OS A DISCUSSÕES SOBRE ASSUNTOS SOCIAIS

.
4– DESTRUA A CONFIANÇA DO POVO EM SEUS LÍDERES

5– FALE SEMPRE EM DEMOCRACIA E EM ESTADO DE DIREITO MAS, TÃO LOGO HAJA OPORTUNIDADE, ASSUMA O PODER SEM QUALQUER ESCRÚPULO.

6– COLABORE COM O ESBANJAMENTO DO DINHEIRO PÚBLICO, COLOQUE EM DESCRÉDITO A IMAGEM DO PAÍS ESPECIALMENTE NO EXTERIOR, E PROVOQUE O PÂNICO E DESASSOSSEGO NA POPULAÇÃO POR MEIO DA INFLAÇÃO.

7– PROMOVA GREVES, MESMO ILEGAIS, NAS INDÚSTRIAS VITAIS DO PAÍS.

8– PROMOVA DISTÚRBIOS E CONTRIBUA PARA QUE AS AUTORIDADES CONSTITUÍDAS NÃO AS COÍBAM.

9– COLABORE PARA A DERROCADA DOS VALORES MORAIS, DA HONESTIDADE E DA CRENÇA NAS PROMESSAS DOS GOVERNANTES.

10– PROCURE CATALOGAR TODOS AQUELES QUE TÊM ARMAS DE FOGO, PARA QUE SEJAM CONFISCADAS NO MOMENTO OPORTUNO, TORNANDO IMPOSSÍVEL QUALQUER RESISTÊNCIA

Este decálogo foi baseado nas cartas de Lenin, onde ele descrevia quais seriam os próximos passos.

Elas estão em Às Portas da Revolução - Escritos de Lenin de 1917 de Slavoj Zizek

.
Veja qualquer passeata homossexual, pró maconha, pró aborto, pró feminismo, pró greve, pró qualquer baderna.

Vocês verão, alí, uma bandeira do PSTU ou outras vermelhas.

Os esquerdistas estão divididos ainda. Os 
tradicionais, e os que entenderam a queda do muro.

Esses últimos entendem a revolução de uma outra forma e são maioria. Eles querem quebrar os alicerces tradicionais para facilitar a implantação de um sistema tão diferente. Não querem a revolução armada. Para isso se aliam a todo tipo de oposição às tradições e ao sistema. Depois de implantado, um comunismo de origem gramcista, ninguém sabe o que viraria, porque ainda não temos um exemplo, apesar de caminharmos para isso. Mas pode ser que siga o exemplo de seu 'pai' stalinista ou maoista. Porque sabemos que nenhum regime de situação gosta de minorias baderneiras e reivindicantes. Só os revolucionários gostam, por isso apoiam.

Não é só questão de não ter liberdade de expressão para se manifestar. Isso não é tão decisivo para que as pessoas não manifestem ideais liberais.

Ocorre que os comunas sabem bem que gays, abortos e drogas são nocivas ao desenvolvimento de uma sociedade forte, populosa e treinada para dominar o mundo. E é isso que eles querem, por isso não aceitam esses ideais, só nos países em que querem ver os alicerces se romperem para a implantação do regime ditatorial socialista.

O mundo é cíclico. Há 70 anos vivemos o auge do totalitarismo, com poucas ilhas de liberdades civis (mesmo assim restrita, como nos EUA, apenas aos brancos e homens). Depois o mundo deu uma guinada aos Direitos Humanos e ampliação às liberdades civis ao extremo de não restringir ninguém senão pelo dinheiro.

Não sei se estamos no auge desse processo, mas quando chegar haverá conflito franco, aberto, de ideais. Isso já começa a aparecer. A saída para evitar isso tem sido a intensa e brutal inserção do ideário na cabeça dos mais jovens por meio da mídia, mudando padrões do que é certo ou errado, bom e mau, natural e não natural. Assim evita que haja um choque, mas uma mudança substancial silenciosa.

Quando as pessoas perceberem que os valores tradicionais não são meras imposições do conservadorismo, meras visões retrogradas de mundo, e passarem a perceber a utilidade prática por trás dos ensinamentos milenares dos valores o mundo vai sair desse padrão cultural extremamente libertário.

Protestantes liberais crescendo e a ditadura das minorias e a obrigatoriedade de sua aceitação. O crescimento do embate é inevitável. Só com o crescimento dos protestantes liberais mesmo, já que os católicos brasileiros hoje são uns frouxos em manter seu poder. Deve ser a 
culpa” pelo exercício da política (leia-se Teologia da Libertação) durante tanto anos, com passagens lastimáveis. Como os protestantes também são loucos por adeptos, muitas vezes a qualquer custo, prevejo o aumento de igrejas evangélicas que aceitam homossexuais normalmente sem a mínima intenção em aplicar uma doutrinação que não é agradável aos olhos do grupo da moda.

Sobre ainda o famigerado preconceito, é perfeitamente normal imaginar algo sobre alguém ou alguma coisa, sem antes conhecê-la. Temos impressões ao vermos algum prato/comida nova, ao sermos apresentados a outras pessoas, e tais impressões as vezes são verdadeiras, as vezes mostram-se falsas, ao conhecermos melhor o alimento ou as pessoas. Estas impressões são nossos ‘preconceitos’, e são naturais. Dependendo do que fazemos com eles, pode ser um problema ou não.

Assim, aqueles que dizem “lutar contra qualquer forma de preconceito” não conhecem devidamente o significado desta palavra. Preconceito nem sempre é algo ruim, depende do contexto. Torna-se algo inadequado quando ações são tomadas fundamentadas em conceitos prévios, destituídos de qualquer verificação.

Se você tem má impressão acerca de alguém, e ao conhecer melhor a pessoa sua impressão mostra-se verdadeira, seu ‘preconceito’ torna-se um ‘conceito’ sobre aquela pessoa. Mas, se você não conhece a pessoa e passa a emitir opiniões sobre ela, baseadas em seu ‘preconceito’ você pode estar cometendo um erro ao passar adiante informações sobre as quais você não têm certeza, além de, neste caso, também passar por ‘fofoqueiro’ . As vezes sua ‘intuição’ de que a pessoa não é confiável, por exemplo, pode mostrar-se inadequada com o tempo, na media em que você passa a conhecer a pessoa. E seu ‘preconceito’ ao tornar-se um ‘conceito’ acaba se invertendo.

Do mesmo modo, aqueles que dizem “lutar contra qualquer forma de discriminação”, precisam então lutar contra as instituições bancárias, afinal, nos bancos você é tratado de acordo com o que você possui, de acordo com sua condição financeira. Quer maior exemplo de discriminação institucionalizada? Então deveriam fechar os bancos ou fazerem com que todas as pessoas tenham atendimento ‘vip’, um único tipo de conta e cartão, não importando se é um empresário que movimenta milhões de reais, ou se é um assalariado que movimenta poucas dezenas ou centenas de reais. O que pretendemos dizer com isso? Que se deve ter cuidado com o uso e significado das palavras.

É assim que as barreiras começam a ser rompidas.

Ainda é uma barreira intransponível você andar pelado na sua. Mas um dia pode vir a não ser mais. Você pode usar quase todos os argumentos que são usados pró beijaço gay na rua e para tentar legitimar a prática do nudismo na rua. E aí, vai ser preconceito social a reprimenda? Qual o sentido de andarmos na rua com roupa, porque não entender com naturalidade o nudismo? É o mais natural, afinal nascemos assim.

Pra ver como os argumentos são idiotas.

Liberdade de opinião é direito fundamental. Deve apenas ser restringido na medida em que há ofensa a direito de outrem. A pessoa tem que se sentir ofendida, deve haver dano moral, abalo. Caso contrário há a banalização da justiça, do instituto do dano moral. É o que vemos hoje, qualquer opinião é pretexto para dano moral.

Utilizar a palavra 
viadagem” para se referir a um cara bem fresco é ofensa? Então podemos exigir que a Globo para de vincular homossexuais extremamente afeminados e frescos em suas novelas, pois se trata de uma forma preconceituosa, já que nem todo homossexual é assim.

Essas palavras não ofendem ninguém. Eu chamar um cara de preto não ofende, é a cor da pele dele. Que frescura, que viadagem, essa sociedade hipócrita de merda está virando. Todo mundo pensa mas ninguém pode falar porque tem uma patrulha que não deixa sob o pretexto falso de que se sentiriam ofendidos.

Agora, se um negro estar por perto e eu quero me referir a ele e falo 
é aquele pretinho lá, se não há nenhuma conotação além de uma mera referência a pessoa não é ofensa. Qualquer mimimi sobre isso é balela, é tentativa de banalizar o instituto do dano moral, o judiciário.

Mesma coisa com homossexual. Se um cara super afeminado, falando mole, desmunhecando, aparece e eu me refiro a ele como viado, não estarei ofendendo, ora, ele se apresenta dessa forma, quer que as pessoas se refiram à ele como?

Pré conceito não é, nem de longe, igual a racismo.

Mas a gayzada coloca tudo no mesmo saco porque o combate ao racismo está milhas mais avançado do que a mordaça gay, o que é natural, pois o racismo é vazio de idéias, está mais do que comprovado que não existem diferenças significativas entre branco, preto, oriental, etc.

Inclusive, a opinião que temos contra o homossexual não pode ser chamada sequer de pré conceito. É um conceito moral, como qualquer outro. Tratar como um pré conceito é dizer que preceitos morais são meras discriminações. É isso que eles querem.

Então eles se apoiam no racismo para justificar que ninguém pode desgostar de homossexual. Pode reparar que sempre utilizam um argumento relacionado ao racismo 
então e se alguém chamar de preto....

A liberdade de expressão é regra. Exceção é quando ela é ofensiva. Sabe o que é ofensivo? Não é qualquer desgosto ou mero capricho, é algo que realmente abale emocionalmente a pessoa.

Menos do que isso estaremos colocando as vontades individuais em sobreposição ao princípio fundamental da liberdade de expressão.

O que é realmente muito ofensivo deve ser punido, retirado do ar, etc. Quem decide isso (as dimensões da ofensa) é o judiciário, não cabe a nós. Mas cá entre nós, vocês consideram falar em 
viadagem” na televisão algo realmente ofensivo a homossexuais?

Eu acho extremamente idiota considerar isso uma ofensa. Acho que entrar na justiça por causa de uma bobagem dessas é banalizar a justiça. Depois reclamam que o judiciário demora décadas para julgar uma causa...

A crítica do artigo é uníssona no sentido de reprovar a mordaça gay.

Existem 3 níveis. Intolerância (galera espancando gays), Tolerância (todo mundo respeita gay, desde que os gays também os respeite e não beijem em público na frente do Papa por exemplo), Gayzismo.

Gayzismo é movimento político que extrapola as reivindicações de tolerância. E o movimento gay internacional não brinca em serviço, e seus objetivos são claros e bem definidos, atacar a família tradicional, o Cristianismo e destruir a liberdade e democracia representativa! Pois por vontade de Cristo, a Igreja católica é mestra da verdade e tem por encargo dar a conhecer e ensinar autenticamente a Verdade que é Cristo, e ao mesmo tempo declarar e confirmar os princípios de ordem moral que da própria natureza humana. (Dignatatis Humanae 14)

Os argumentos apontados pelos pró pedofilia são os mesmos dos gays.

.
Isso é um padrão moral e religioso da sociedade, um preconceito, pois qual o problema de duas pessoas que se amam? Sejam elas do mesmo sexo, sejam elas adulto ou criança. Procure conhecer melhor o amor dessas pessoas e você verá que não ha problema algum, pois eles se amam igual todo mundo. Além do mais, não adianta falar que isso não é natural, pois na natureza isso acontece também, vemos animais do mesmo sexo tendo relações, animais velhos com animais extremamente jovens tendo relações. Precisamos desconstruir esses padrões discriminatórios.

É facil elaborar um texto pró pedofilia associando-os com argumentos pró gayzismo. O raciocinio é sempre o mesmo e já cansei de ler por ai...

Canso de ver certos indivíduos querendo justificar o homossexualismo e/ou a pedofilia como sendo condutas 

naturais” da maneira mais ridícula possível: devido ao que ocorre com alguns insetos, aves e mamíferos. De fato uma decadência.

Eu particularmente sou plenamente capaz de distinguir o natural do anormal. Se alguns não o são, resta-me apenas lamentar.

Te peço, caro leitor, como geração ratzingeriana, que entre em contato com a Arquidiocese de Maringá e peça que o departamento jurídico tome providência para processo e retratação pública dessa ofensa à Igreja de Cristo.

.
Arquidiocese de Maringá

Av. Tiradentes, 740 - 87013-260 Caixa Postal 152 - 87001-970

44. 3227. 1706 44. 3226. 1667

.
Assessoria de Imprensa

Jornalista responsável: Everton Barbosa - MTB 6828

Contato: jornalismo@tv3milenio.org.br

44. 3227. 1706 44. 9952. 2324

E mande seu e-mail pelo site da mitra diocesana AQUI

Retratação

.
Reconhecendo que a frase inicial não era coerente ao modo sensato e cristão de expressar a indignação pela falta de respeito a um templo religioso, o editor pede desculpas publicamente e retira a mesma do artigo. A frase foi escrita em um momento de muita indignação, e não reflete o seu modo de pensar.
.
PARA CITAR ESTE ARTIGO:
.

Folder gay ridiculariza Catedral de Maringá

David A. Conceição 04/2012 Tradição em Foco com Roma.
.
..
CRÍTICAS E CORREÇÕES SÃO BEM-VINDAS: .
tradicaoemfococomroma@hotmail.com

 

©2009 Tradição em foco com Roma | "A verdade é definida como a conformidade da coisa com a inteligência" Doctor Angelicus Tomás de Aquino